Empatia de forma orgânica na sua organização

Uma forma orgânica de disseminar empatia na sua empresa.

Como anda a colaboração do seu time?

E a competição interna? Gerando bons frutos?

O estresse tem tomado de conta das pessoas da sua empresa?

Essas são questões que nos permitem começar a reflexão sobre empatia! Uma palavra que ganhou uma importância recente no contexto organizacional, mas que com certeza veio para ficar!

Empatia Mindhtru Animus Plus

Empatia

O cotidiano das empresas em busca de atingir resultados positivos de forma agressiva faz sim com que a empresa cresça, mas se uma habilidade não existir no time ao longo do tempo, o crescimento deixará de ser sustentável pessoalmente.

Assim causando consequências não desejáveis como algumas das respostas das perguntas acima.

Essa habilidade é a empatia e ambientes de trabalho com empatia conseguem desfrutar de uma colaboração mais robusta, possuem um espírito de equipe maior.

Além de deixar ambiente fica menos estressante e em momentos difíceis a equipe se recupera mais rápido.

Incluir a empatia no cotidiano das organizações é uma ação bem intencionada de fato, mas a forma de incluir pode causar um distanciamento entre os ideais da organização, como:

  • As pessoas devem se comportar;
  • As normas sociais atuais;
  • E como os membros do grupo realmente se comportam.

Para ficar melhor exemplificado, pense em uma empresa cuja cultura é fundamentada em agressividade e competitividade.

Com o passar do tempo a estagnação e até redução dos resultados aparecem, com isso a gestão da empresa decide incluir a “empatia” como novo valor corporativo.

Quando as normas (agressividade e competitividade) entram em choque instantâneo com os ideais (empatia), as pessoas passam a agir conforme as outras fazem e não como lhe foi dito para fazer.

A consequência é rápida e bastante prejudicial, pois a cada mau comportamento que um colaborador observa, ele passa a agir de igual maneira.

O conhecido: se fulano faz assim, eu também posso fazer.

Então, como incluir a empatia na organização sem causar choque entre as normas e os ideais?

Jamil Sakir em seu livro “The war for kindness” diz o seguinte: as pessoas agem em conformidade não só com o mau comportamento dos outros, como também aderem às normas benevolentes e produtivas.

Como exemplo para comprovar, Jamil Sakir cita:

“após alguém ver as pessoas ao seu redor realizarem doações, economizar energia, reciclar, praticar exercícios, etc. “

A tendência é replicar essa boa ação.

A empatia é contagiante e usando desse contágio é que será disseminada organicamente pela organização.

E mesmo sendo contagiante ela tende a ser silenciosa nas organizaçõe, portanto, para disseminá-la organicamente é preciso iniciar com uma simples ação: evidenciar.

Ao evidenciar a empatia, realça que é uma importante habilidade para a organização e transmite sua relevância positiva para o time. 

Além disso, incentivar mais ações de empatia vai fazer com que ela deixe de ser uma “norma fantasma”.

Que normalmente é responsabilidade restrita de algumas pessoas ou departamentos, por exemplo, o de gestão de pessoas.

Depois de incentivar, evidenciar e reconhecer as ações de empatia, o fortalecimento desse ideal pode ser feito selecionando pessoas internas da empresa.

Dessa forma elas mesmas criarem as campanhas e também evidenciar boas ações.

Esse é um bom formato de fortalecimento, pois se a realização do reconhecimento ficar como responsabilidade apenas dos gestores.

Vincular o sucesso da ação de empatia à opinião do gestor que tá reconhecendo, gerando uma interpretação de poder e não de ideal, como é o real objetivo.

Todo grupo tem pessoas que promovem a coesão da equipe, do time de futebol ao escritório de contabilidade.

Eles podem não ser os melhores e os que dão mais resultados, mas são os mais conectados com as pessoas do time e é isso que proporciona com que ela seja um influenciador anônimo.

É preciso identificar essas pessoas e solicitar apoio na luta pela causa da disseminação da empatia como valor da empresa.

Isso fará com que os outros colaboradores se conecte mais facilmente e rapidamente com a empatia e saliente esse ideal positivo da organização.

Quer saber como o Cérebro Empresarial pode te ajudar na disseminação da empatia como valor da sua empresa?

PARA SABER MAIS

Embora nosso texto sobre empatia tenha chegado ao fim, também temos outros diversos conteúdos que vão te ajudar.

Um deles é sobre autonomia no ambiente de trabalho, você pode ter acesso ao nosso blogpost com 5 dicas para descentralizar o trabalho.

Quer saber como o Cérebro Empresarial pode te ajudar na disseminação da empatia como valor da sua empresa? Entre em contato 


Quero conhecer o Cérebro Empresarial!

Compartilhe com seus amigos

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

The best Upgrade

Escreva para a gente

Endereço

Rua México, 31 - Centro - Rio de Janeiro - RJAv. Ibirapuera, 2033 - Andar 8 - Moema - São Paulo - SPTyrol Business Center, 800, sala 603 - Tirol - Natal - RN