Como reduzir custos sem perder eficiência

Diante de tempos difíceis como o que estamos atravessando, a primeira coisa que o gestor pensa é: Reduzir custos.

Mas na busca desenfreada pela redução de custos, alguns gestores podem prejudicar mais a empresa, do que ajudá-la.

E por que isso acontece? E como o fazer, de maneira correta?

Os motivos e a solução, você vai ler nesse post.

“Custo é igual a unha, é preciso cortar sempre”

Autor desconhecido

Partindo do pressuposto da frase acima, reduzir custos é uma parte importante para uma boa saúde financeiro de um negócio, não é mesmo?



Mas quando isso pode ser ruim?

Cortar um diferencial competitivo

É muito importante ter uma boa análise do seu negócio e do ambiente externo. O que te faz diferente da sua concorrência? E o que você precisa para continuar mantendo isso na sua operação?

Por exemplo, se o seu diferencial é um suporte 24 horas, e você vai dispensar o efetivo responsável pelos turnos da noite, não vai haver mais nada que separe você da sua concorrência.

Dessa forma você pode perder espaço no mercado e tomar alguns prejuízos.

Se você o seu diferencial está bem claro para você, veja como consegue reduzir custos, sem que o afete.

Ainda seguindo o exemplo acima, talvez mensurar o número de atendimento por hora e redimensionar a equipe de forma mais efetiva, seja uma saída.

Somente desligar um colaborador

Desligar ou demitir um colaborador, com certeza elimina um custo fixo mensal. Mas as vezes essa pode não ser a melhor saída.

É preciso lembrar, que nesse caso terá que arcar com os custos da rescisão no curto prazo. Portanto é preciso ter esse dinheiro disponível e aliado em um planejamento financeiro, caso essa seja sua escolha.

Mas o erro nessa decisão, está em muitas vezes no critério utilizado para demitir, muitas vezes os gestores levam em conta somente os indicadores final de desempenho, que por mais que tenham sua eficácia comprovada, deixam lacunas.

O colaborador, pode ser uma peça primordial no clima organizacional da empresa e ao retirá-lo, a mesma pode vir a ter algum problema.

E as vezes o desempenho é confundido, vou explicar de maneira mais clara na analogia que segue

Vamos imaginar dois pesquisadores, certo?

O primeiro concluiu 6 pesquisas pequenas em um ano, todas relacionadas a doenças que tem cura e que não a probabilidade de óbito do paciente. Foi um grande avanço!

O segundo levou 2 anos para concluir uma única pesquisa, mas descobriu um tratamento eficiente contra o câncer, uma das doenças mais perigosas do mundo.

Olhando somente os indicadores, nós diríamos que o primeiro é mais eficiente, certo?

Mas com certeza o segundo causou mais impacto para a comunidade internacional.

O mesmo pode acontecer na sua empresa. Por isso é preciso avaliar bem.

Previsão de demanda errônea

Em negócios com uma alta sazonalidade, em que as vendas são irregulares ao passar dos meses, uma previsão errada pode acarretar em mais problemas para a empresa na hora de desligar um colaborador.

Se em algum meses a situação está mais complicada e você abre mão de parte das pessoas responsável por operacionalizar seu negócio, se a demanda aumentar repentinamente, você não conseguirá abarcá-la por completo.

Já que mesmo que contrate novos colaboradores, ainda há o tempo que o processo seletivo normalmente ocorre e o treinamento do novo colaborador.

Mas afinal, como reduzir custos sem perder eficiência?

Comece elencando todas as despesas e custos que seu negócio tem normalmente, feito isso, coloque todas em um mesmo espaço de tempo, como por exemplo custo por mês.

Com isso em mão, coloque em uma planilha e atribua notas para cada custo/despesa relacionado a importância do seu negócio.

A ideia é colocar em ordem de prioridade. Ai vai poder começar o seu Downsizing.

Comece cortando coisas pequenas, talvez reduzindo o marca do café ou a quantidade, mudar o tipo de ar condicionado para um mais econômico, lampas de LED, são bons exemplos de pequenas coisas que fazem diferença no longo prazo.

Isso pode ser feito de forma progressiva, caso não tenha ideia do quanto pode cortar de determinada recurso/serviço.

Renegociar valores com fornecedores, se tiver uma boa relação com seus fornecedores, isso é possível. Já que ele também depende do sucesso da sua empresa para o sucesso dele.

Usar tecnologia e/ou automatizar processos que se repetem excessivamente dentro do seu negócio, pode atribuir uma grande eficiência e redução de custo.

No que diz respeito a pessoas, entender as habilidades técnicas dela bem como as comportamentais, vai fazer toda a diferença, utilizar cada pessoa no seu ápice vai ser essencial para a eficiência que você procura.

Para isso vai precisar compreender a dinâmica social da empresa, e ter todos os perfis em mãos, pode utilizar softwares como o Animus Plus para te ajudar nesse quesito.

Utilizando a força de trabalho dos colaboradores do seu time da melhor forma, com cada pessoas no lugar certo ,com as competências certas e com os recursos que precisam, vai conseguir reduzir seus custos sem perder eficiência.

PARA SABER MAIS

Gostou das nossas dicas de como reduzir custos sem perder eficiência? Veja também nosso blogpost sobre como atribuir maior autonomia ao colaborador. 

Baixe nosso ebook sobre Eficiência Empresarial.

Quer entender mais como melhorar o setor de gestão de pessoas e potencializar os resultados da sua equipe? Entre em contato e saiba como nossas soluções podem te ajudar!

Se inscreva em nossa newsletter ; )

Compartilhe com seus amigos

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

The best Upgrade

Escreva para a gente

Endereço

Rua México, 31 - Centro - Rio de Janeiro - RJAv. Ibirapuera, 2033 - Andar 8 - Moema - São Paulo - SPTyrol Business Center, 800, sala 603 - Tirol - Natal - RN

Se inscreva em nossa newsletter ; )