Recrutamento e seleção: entenda o processo e sua importância

O processo de recrutamento e seleção tem como objetivo encontrar, atrair e trazer para dentro da organização as pessoas certas para ocupar as vagas de cargos abertos na empresa.

O R&S pode ser necessário por vários motivos diferentes dentro de uma organização, seja para preencher uma vaga por perdas inevitáveis, causada por aposentadorias, demissões ou transferências, por exemplo, ou para atender emergencialmente ao surgimento de novas competências e profissões que surgem no mercado de trabalho.

Uma vez que o setor de RH está se tornando cada vez mais estratégico dentro das empresas, os processos de recrutamento e seleção tornam-se proativos e assumem caráter estratégico orientados para a viabilização do modelo de negócio da organização, através da seleção das pessoas mais adequadas para ocuparem uma vaga na organização.

Saiba mais baixando nosso ebook: Reconstruindo o setor de RH.

RECRUTAMENTO

Dentro do processo de R&S, o recrutamento é a etapa responsável por buscar, encontrar e atrair pessoas com o potencial de ocupar as vagas existentes na estrutura de trabalho da organização.

Dessa maneira, quanto mais pessoas forem atraídas nessa etapa do processo, maior a chance de encontrar a pessoa certa para ocupar a vaga em questão. Veja também quais as ferramentas de recrutamento mais efetivas.

Assim, o processo de recrutamento é composto por quatro etapas principais:

DEFINIR OBJETIVOS

Ao iniciar o processo de recrutamento, a primeira etapa é definir os objetivos, como quais posições devem ser preenchidas e quais os motivos para buscar candidatos para preenchê-las.

Assim, algumas perguntas que podem ser feitas para direcionar a definição dos objetivos são: Quais os cargos que serão feitos o recrutamento? A vaga trata-se de um cargo novo ou já existente? Quanto tempo a pessoa contratada ficará na empresa? Trata-se de um emprego temporário ou permanente?

DEFINIR O PERFIL DO CARGO E OS REQUISITOS DO CANDIDATO

Um ponto crucial para um processo de R&S efetivo é ter uma definição detalhada do perfil que se está procurando. Assim, aqui serão definidas competências técnicas e comportamentais que se esperam do candidato.

Na segunda etapa serão definidas as principais atividades e responsabilidades executadas por quem ocupar a vaga, se há algum pré-requisito necessário e também competências comportamentais que poderão facilitar a execução das atividades, como ter facilidade para comunicação, reação sob pressão, etc.

ESCOLHER AS FONTES

A terceira etapa compreende em escolher onde procurar e atrair os candidatos. Assim, as fontes podem ser internas ou externas.

Onde no recrutamento interno, a procura pelo candidato para a vaga aberta é feita dentro da própria empresa entre os colaboradores já contratados. Os principais benefícios desse tipo de recrutamento são a redução de custos e maior rapidez para a execução do processo, além de permitir um crescimento profissional dentro da empresa.

O recrutamento externo é feito fora da empresa, onde a procura pelos candidatos é feita no mercado de trabalho.

ESCOLHER MEIOS DE COMUNICAÇÃO

Os meios de comunicação transmitem a informação sobre o processo de recrutamento para os potenciais candidatos. O canal escolhido deve ser capaz de atrair e manter a atenção de um número suficiente de potenciais candidatos e conseguir motivá-los a se inscrever no seu processo de recrutamento e seleção.               

Além disso, é preciso pensar no perfil do seu potencial talento, quais canais de comunicação ele costuma utilizar e onde você acha que pode encontrá-lo, para que a divulgação seja feita nos canais certos e atinja as pessoas mais qualificadas esperadas por você.

SELEÇÃO

Com a etapa de recrutamento feita, vários candidatos foram selecionados como sendo possíveis talentos para ocupar a vaga aberta. Assim, o processo de seleção é responsável por escolher, entre esses candidatos, aquele que tem a maior probabilidade de preencher os requisitos necessários para ocupar a vaga.

No processo de seleção os candidatos são avaliados tanto e relação as suas competências individuais quanto em relação a sua capacidade de trabalhar e resolver problemas em grupo. Assim, para essa etapa podem ser realizadas entrevistas, podendo ser presenciais ou não; dinâmicas em grupo, testes, etc.

TRIAGEM DE CURRÍCULOS

Após a fase de recrutamento possivelmente você terá sido recebido inúmeros currículos. Mesmo que a divulgação da vaga tenha sido feita de maneira bem direcionada para seus possíveis talentos, é possível que haja vários candidatos que não se enquadrem nas especificações para a vaga.

Dessa maneira, esse é o momento de analisar os currículos recebidos e verificar se eles atendem aos requisitos da vaga e se estão de acordo com o perfil traçado inicialmente para prosseguir o processo seletivo.

ENTREVISTAS

A entrevista é o primeiro contato pessoal com os candidatos. Assim, deve ser vista como uma oportunidade para conhecimento mútuo entre a empresa e o candidato. As entrevistas podem ser estruturadas ou não estruturadas.

As estruturadas seguem um roteiro e são planejadas para conseguir o maior número de informações possíveis do entrevistado, como sobre situações de relacionamento com outras pessoas, avaliar seus conhecimentos e checar as informações do currículo, valores e cultura da organização, etc.

DINÂMICA EM GRUPO

Além da entrevista, durante o processo de seleção dos candidatos, a empresa pode optar por realizar dinâmicas em grupo com os candidatos, para que eles sejam avaliados sob o ponto de vista de sua capacidade de trabalhar em grupo, ou ainda avaliar competências que se evidenciam em situações de interação.

ANÁLISE COMPORTAMENTAL

Com os avanços tecnológicos e o RH se tornando cada vez mais estratégico dentro das organizações, aproveitar a tecnologia é uma maneira de simplificar o processo de recrutamento e seleção e obter resultados melhores e mais rápidos.

Softwares de análise comportamental, como o AnimusPlus, irão ajudar os recrutadores a selecionarem aqueles candidatos que possuem o perfil mais alinhado com as necessidades da vaga e da organização. Assim será mais que só prossigam no processo aqueles candidatos mais  adequados para o preenchimento da vaga.

IMPORTÂNCIA DO R&S

Um recrutamento e seleção bem planejado e executado pode trazer vários benefícios para a organização, tanto a curto quanto a médio e longo prazos. Uma das maiores causas de turnover – rotatividade de colaboradores dentro da organização – é a falha na contratação do colaborador.

Dessa maneira, ao realizar uma contratação assertiva, com o perfil ideal para as necessidades da organização, ajudará na redução da rotatividade de colaboradores.

Por conseqüência, não será necessário realizar processos de recrutamento e seleção com maior freqüência, o que diminuirá também custos organizacionais. Esses custos podem estão envolvidos com processos de demissão do colaborador atual, no processo de R&S para encontrar o candidato, contratação do novo colaborador, etc.

Além disso, contratar colaboradores que compartilham dos mesmos valores da organização ajuda no fortalecimento da cultura organização, o que por conseqüência irá contribuir para uma melhor no clima organizacional.

Assim também, colaboradores que estão alinhados com os valores e cultura da organização tendem a ser mais engajados, gerando uma maior produtividade para a organização.

PARA SABER MAIS

Nosso texto sobre recrutamento e seleção chegou ao fim, mas não deixe de conferir outros materiais em nosso blog! Veja também nosso blogpost sobre cultura e gestão de equipes.

Quer entender mais como melhorar o setor de gestão de pessoas e potencializar os resultados da sua equipe? Entre em contato e saiba como nossas soluções podem te ajudar!

Se inscreva em nossa newsletter ; )

Compartilhe com seus amigos

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

The best Upgrade

Escreva para a gente

Endereço

Rua México, 31 - Centro - Rio de Janeiro - RJAv. Ibirapuera, 2033 - Andar 8 - Moema - São Paulo - SPTyrol Business Center, 800, sala 603 - Tirol - Natal - RN

Se inscreva em nossa newsletter ; )