Desafios e oportunidades na gestão de pessoas

Compreender as necessidades dos colaboradores, lidar com as suas subjetividades e conciliá-las aos objetivos organizacionais exige um trabalho constante de análise e busca de soluções.

Por isso, o setor de gestão de pessoas se faz tão relevante em uma organização. 

gestão de pessoas

Nesse sentido, entendemos que uma gestão de pessoas eficiente é fundamental para as equipes gerarem os resultados esperados. Contudo, são inúmeras as situações enfrentadas pelo gestor de pessoas para potencializar o desempenho organizacional.

Mas do que exatamente estamos falando? Que tipo de situações o gestor de pessoas têm que lidar?

Neste post, vamos falar a respeito dos principais desafios e oportunidades no setor de gestão de pessoas. O objetivo é fazer com que sua empresa tenha um excelente desempenho e destaque-se frente à concorrência. Confira!

Desafios na gestão de pessoas

A gestão de pessoas seja uma área cada vez mais relevante e estratégica no setor empresarial.

Porém, muitos desafios fazem parte do dia a dia dos profissionais de Recursos Humanos.

Baseado em nossa experiência, listamos aqui os 5 principais enfrentados:

Conhecer os colaboradores

Identificar o perfil profissional dos funcionários da empresa é fundamental para uma gestão bem-sucedida. Pois, é isso que vai nortear as estratégias a serem adotadas e garantir o sucesso da organização. 

É importante, ainda, conhecer melhor a habilidade de cada pessoa da sua equipe na hora de remanejar as funções, realocar um colaborador, aproveitar melhor as qualidades de cada um ou mesmo adotar um modelo eficiente de competência. 

Outro ponto essencial é o entendimento e análise do perfil comportamental dos colaboradores para que assim as decisões sejam tomadas de maneira estratégica.

Neste sentido, se faz necessário levar em consideração a subjetividade dos colaboradores para que as ações traçadas sejam eficazes.  

Colocar as pessoas nas funções adequadas

Você já deve ter se deparado com um cenário em que pessoas consideradas funcionalmente incapazes e que estavam prestes a ser dispensadas, mostraram-se incrivelmente competentes em outra função, na mesma empresa.

Essa situação é comumente vista nas organizações, uma vez que os colaboradores são realocados de funções e aumentam consideravelmente seu desempenho. Por isso, esse desafio faz parte da rotina de um profissional de RH.

Ainda nessa perspectiva, antes de tomar uma decisão que acarrete em um custo  que pode ser evitado é importante, fazer os seguintes questionamentos a respeito dos colaboradores:

  • Será que aquela pessoa é realmente incapaz ou ela está no lugar errado? 
  • As habilidades que ela é capaz de realizar, são os requeridos para a função em que ela ocupa? 
  • Será que ela está feliz fazendo o que estamos pedindo a ela? Ou está insatisfeita por sentir ou saber que está na função errada?

Assim, para colocar a pessoa certa no lugar certo, deve ser feita uma análise comportamental e de habilidades (o que a pessoa realmente irá fazer e como deve fazer).

Para isso, veja também nosso texto sobre Avaliação de Desempenho.

Aumentar a produtividade do time

O desenvolvimento dos colaboradores gera consequências positivas em diversos âmbitos de uma empresa. Esses resultados podem ser vistos de várias maneiras, porém, a forma mais concreta é através do aumento da produtividade.

E este último, por sua vez, é algo buscado por todos os gestores, seja ele de qualquer segmento ou tipo de atuação. Isso por que a coordenação exemplar de equipes e colaboradores produtivos e motivados é o grande objetivo de quem ocupa um cargo de liderança dentro de uma empresa.

Reter talentos

Para obter uma equipe de excelência, não basta identificar e contratar ótimos profissionais. Sua empresa precisar ser capaz de atuar na retenção desses talentos. Fazendo, assim, com que eles permaneçam na organização. 

O principal erro, nesses casos, é que muitos gestores acham que a decisão de permanecer ou não em uma organização está apenas atrelada ao salário.

Mas, a verdade é que as pessoas permanecem em seus empregos por diversas razões. E o desafio é justamente perceber quais são as medidas a serem tomadas para que os talentos sejam retidos, pois, é isso que vai determinar as suas estratégias.

Fatores como a possibilidade de promoções internas no plano de carreira, flexibilidade da rotina de trabalho, tomada conjunta de decisões, concessão de benefícios diferenciados e o investimento em capacitação são exemplos de incentivos que não estão diretamente ligadas ao âmbito salarial, mas que são de extrema relevância para muitas pessoas.

Posto isso, é importante que o gestor de RH saiba trabalhar bem todas essas necessidades particulares. Isso será feito com acompanhamento próximo à cada colaborador para garantir a retenção dos talentos.

Manter a motivação da equipe

Colaboradores motivados e empenhados em garantir o sucesso da empresa apresentam desempenho bastante superior. Principalmente em relação aos que não executam suas funções com o mesmo entusiasmo. Considerando, então, o contexto organizacional, a motivação é conhecida como o combustível da produtividade. 

Entendendo, portanto, o quão fundamental é manter todos motivados em uma organização, o RH precisa adotar estratégias para manter constante o engajamento. Isso irá potencializar a proatividade na equipe, incentivando os talentos a darem o seu melhor no dia a dia.

Deste modo, para que as ações de engajamento sejam tomadas de maneira eficaz, o primeiro ponto que citamos se torna essencial. O RH necessita conhecer a subjetividade de cada um para adotar práticas que funcionem e tragam o retorno esperado.

Oportunidades na gestão de pessoas

Para se destacar no mercado e estabelecer um diferencial competitivo em relação a concorrência, é preciso adotar boas práticas de gestão que melhore o desempenho da sua equipe. 

Graças às mudanças constantes do mercado atual, as organizações vêm passando por transformações em suas estruturas. O foco principal dos empreendimentos passaram a ser os ativos humanos (funcionários). Logo, para acompanhar esse novo ritmo, as empresas começaram a adaptar suas equipes de Recursos Humanos.

Com a revolução digital, a tecnologia tem dado subsídio para os processos. Isso tem feito com que eles sejam executados de maneira mais eficiente pelas organizações. Isso não é diferente no setor de recursos humanos.

Implementar uma ferramenta para otimização dos processos de recursos humanos pode possibilitar a redução do esforço da sua empresa na:

  • Identificação das características comportamentais;
  • Classificação dos perfis adequados de trabalho
  • Reconhecimento de problemas e ameaças 
  • Descobrimento de pontos positivos e oportunidades 
  • Identificação de competências profissionais

Um exemplo de ferramenta que pode contribuir nesse quesito é a Animus Plus, que possibilita a avaliação das emoções e comportamentos que interferem na produtividade e nas relações pessoais, por meio de algoritmos matemáticos e análises estatísticas para simplificar o complexo e gerar informações realmente úteis.

PARA SABER MAIS

Nosso texto chegou ao fim, mas não deixe de conferir outros materiais em nosso blog. Baixe nosso ebook: Reconstruindo o setor de RH para saber mais!

Quer entender melhor como melhorar o seu setor de gestão de pessoas e potencializar o resultado da sua equipe? Fale com um de nossos especialistas e entenda melhor como isso pode ser feito. 

Se inscreva em nossa newsletter ; )

Compartilhe com seus amigos

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

The best Upgrade

Escreva para a gente

Endereço

Rua México, 31 - Centro - Rio de Janeiro - RJAv. Ibirapuera, 2033 - Andar 8 - Moema - São Paulo - SPTyrol Business Center, 800, sala 603 - Tirol - Natal - RN