A psicologia da produtividade

Entender a Psicologia da Produtividade é essencial para quem deseja aumentar o rendimento de um time de trabalho com o menor custo possível. Para seguir essa compreensão precisamos antes definir alguns conceitos:

  1. O que é produtividade?
    Resumidamente produtividade é a capacidade de se produzir. Relaciona-se com eficiência e avaliada em funçãoda entrega de trabalho (por unidade ou valor final) em determinado período de tempo.
  2. Quais fatores se relacionam a produtividade?

Dessa maneira, existem diversos fatores que influenciam na produtividade, podemos dividir em 3 grandes grupos.

produtividade

Assim, o primeiro grupo diz respeito ao local no qual a organização está, país e/ou estado é o mais macro (cultura, ambiente econômico, legislação e burocracia…);

O outro grupo se relacionado com o setor em que a organização se encontra (nisso existe variação no nível educacional, na complexidade do negócio e no grau de tecnologia empregado);

Por fim, o terceiro fator relacionado a produtividade é exatamente aquele onde se pode atuar de maneira mais rápida e diz respeito ao próprio executor do trabalho, a pessoa por trás da função.

No que diz respeito as pessoas, quais fatores podem influenciar na produtividade?

Essencialmente quando olhamos para as pessoas podemos perceber que existem 2 pontos críticos. Um se relaciona a gestão geral adotada (a cultura corporativa, processos empregados e a capacidade de tornar o conhecimento perene). Esse primeiro ponto crítico é geral da organização (seja ela uma empresa, uma ONG, uma escola ou qualquer tipo de empreendimento).

Vamos chamar esse ponto de Gestão Geral (GG) porque se relaciona com todas as pessoas que atuam diretamente na organização.

O outro ponto crítico é o mais pessoal, chamaremos de fator individual (FI) e diz respeito a cada pessoa de forma individualizada. Aqui estamos falando de capacidade técnica, experiência, nível intelectual, motivação, valores pessoais, e dos aspectos cognitivos e emocionais.
É fácil depreender que o Fator Individual (FI) se relaciona intimamente com a Gestão Geral (GG). E é em ambos os casos que a Psicologia da Produtividade se aplica como iremos detalharemos a seguir.

Desse modo, para efeitos didáticos vamos considerar todos os aspectos psíquicos e faculdades mentais relacionados ao trabalho como Psicologia da Produtividade.

A Psicologia em si flutua entre ser um ramo da filosofia (logo mais relacionado a teorias humanas) e a ciência com seu início no século XIX com o médico alemão Wilhelm Wundt criador da Psicologia Experimental (onde o método empírico é empregado).

Fizemos essa breve observação para adequar que o que chamaremos de Psicologia da Produtividade abrange aspectos mentais diversos, alguns mais biológicos (como a capacidade cognitiva) e outros mais“sociais”(cultura por exemplo). Não por acaso ambos aspectos acabam se relacionando como os Fatores Individuais e a Gestão Geral.

Gestão Geral (GG)

Sobre a Gestão Geral das pessoas na organização vemos influência muito significativa dos processos que são aplicados e da cultura corporativa. Ambos os casos são decididos pela liderança e repassados para toda a equipe.

Gestão de talentos, formas de remuneração e reconhecimento, tudo acaba se relacionando com a construção de uma cultura corporativa e se sistematiza na construção dos processos internos.

Dessa forma, abordagens relacionadas a Psicologia social e com análises de relacionamentos interpessoais ajudam de maneira didática.

Atualmente com o avanço do Data Science o cruzamento de dados populacionais pode nos trazer insights muito úteis.

É importante termos bem assimilados que a Gestão Geral (GG) é mais do que o somatório das pessoas, ou seja, é mais do que o somatório dos fatores individuais (FI). Mas se não tivermos esse diagnóstico, ou seja, se não tivermos a soma dos fatores individuais bem quantificada, as intervenções na Gestão ficam muito menos embasadas do que o desejado.

Na verdade, sem uma medida quantitativa a Gestão fica mais na esfera especulativa abrindo espaço para tentativas e erros num setor onde existem centenas de variáveis para serem analisadas.

Isso nos permite concluir que toda a construção da Gestão Geral de Pessoas deve também ter em conta a análise dos Fatores Individuais de cada pessoa da corporação.

Fator Individual (FI)

Quando avaliamos o indivíduo e o que determina a qualidade de seu trabalho temos 2 pontos cruciais: a capacidade técnica para se realizar o trabalho e a motivação para o mesmo. Podemos inclusive colocar numa fórmula:

Trabalho = Capacidade X Motivação

Sobre Capacidade Técnica

A Capacidade técnica é influenciada pela Escolaridade, Experiência, o Quoeficiente de Inteligência e a capacidade cognitiva atual. A Escolaridade e a Experiência são incrementadas com dedicação e esforço. Mas todos são mediados pelo QI e pela capacidade cognitiva do momento.

Aqui já cabe salientar o quanto a saúde da mente e o bem-estar psicológico influenciam. No minucioso e extenso artigo do professor Ronald Kessler publicado em 2003 no JAMA vimos que a capacidade produtiva é comprometida em 40% nos casos depressivos moderados.

Outros estudos posteriores encontraram números semelhantes e comprovaram o quanto a capacidade cognitiva é afetada quando não existe um bem-estar psicológico. Hoje já é muito bem estabelecido na literatura que se a saúde da mente não está bem a Capacidade Técnica vai ficar comprometida.

A memória, a inteligência, o raciocínio e a linguagem vão ficar abaixo do esperado gerando erros práticos na tomada de decisão, acidentes de trabalho, conflitos internos, atendimento ruim e a assimilação de novos desafios fica seriamente prejudicada.

Deste modo, é um ponto onde a Psicologia da Produtividade já deve estar atenta, ao bem-estar psicológico de cada indivíduo.

Contudo, existe ainda outro ponto ainda mais crucial para que as intervenções possam ser mais rápidas e com melhor retorno. Estamos nos referindo à motivação.

produtividade

Sobre Motivação

Já vimos que o trabalho depende da capacidade técnica e da motivação.

Afinal, se algo não leva a uma ação por parte da pessoa o trabalho não será feito independente de quão preparada e capaz ela seja para exercê-lo. Por isso a motivação é essencial e aumentá-la traz um incremento em produtividade.

À vista disso, a motivação é um impulso interno que leva a uma ação. Relaciona-se com a vontade e é mediada em complexos circuitos cerebrais, iniciando com uma ideação nos lobos frontais (mais associados ao aspecto pragmático e racional) e sendo calibrada com aspectos emocionais no lobo temporal para finalmente já com o colorido aspecto afetivo ser aplicada por processos motores.

A personalidade e os valores pessoais influenciam diretamente na motivação tanto nos circuitos frontais quanto temporais. O bem-estar psicológico também tem um papel importante na motivação, mas é menor do que a Personalidade e os valores pessoais.

Quando tratamos da Psicologia da Produtividade é impossível não destacar o papel crucial que existe em adequar a personalidade de cada indivíduo com a função a ser exercida.

Desse modo, quanto maior esse alinhamento de valores pessoais com o trabalho a ser feito mais fácil de se gerir a motivação e maiores as chances de um ganho substancial na produtividade. Essa é uma oportunidade de intervenção que não pode ser subestimada.

Ao contrário, é uma intervenção estratégica que quando feita com inteligência pode mudar o cenário de qualquer organização.

Por fim, observamos que existem aspectos relacionados a Psicologia da Produtividade que são verdadeiras oportunidades para aumentar o rendimento de um time de trabalho num espaço de tempo reduzido e com um baixo custo.

Desse modo, acessar esses dados realizando intervenções de forma estratégica é a escolha inteligente de quem quer evoluir, por outro lado não o fazer pode significar um custo e um risco muito alto.

PARA SABER MAIS

Nosso texto sobre engajamento chegou ao fim, mas não deixe de ler outros posts no nosso blog. Confira também nosso blogpost sobre a Revolução Tecnológica no Capital Humano das empresas.

Quer saber mais sobre como a análise do perfil comportamental pode potencializar os resultados da sua clínica ou hospital? Fale com um de nossos especialistas e saiba mais sobre nossas soluções!

Se inscreva em nossa newsletter ; )

Compartilhe com seus amigos

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

The best Upgrade

Escreva para a gente

Endereço

Rua México, 31 - Centro - Rio de Janeiro - RJAv. Ibirapuera, 2033 - Andar 8 - Moema - São Paulo - SPTyrol Business Center, 800, sala 603 - Tirol - Natal - RN